APP visita domiciliar

De wiki2
Ir para: navegação, pesquisa

Índice

AppVisita

Como é de conhecimento de todos, estamos apresentando nos encontros regionais e em nossos meios de comunicação, o Aplicativo Visita Domiciliar, o qual tem como objetivo auxiliar o líder em sua principal atividade: a visita domiciliar.

Os aplicativos para celular vem ganhando espaço e destaque na sociedade atual, tanto no contexto social quanto no educativo. Seu formato facilita e reduz o tempo de execução de uma ação e comporta todas as informações de um material impresso, como o Caderno do Líder, permitindo que o conteúdo seja acessado pelos usuários em celulares e tablets.

Para baixar e sair usando basta você clicar aqui.

Para o deslocamento nas comunidades podemos adiantar, para o setor que envia o jovem, 20 reais por comunidade  (máximo 30 comunidades ou 600 reais) a título de adiantamento. Para isto é necessário realizar a solicitação através do botão APOIO.

Material

Apostila App visita

Perguntas Frequentes

Como será o Apoio Financeiro Mensal (AFM) usando o AppVisita?

Parecido com as FABS: é calculado com base no número de gestantes visitadas, crianças visitadas e crianças que compareceram à Celebração da Vida.

No entanto, há algumas diferenças:

É 20% maior: em acordo com o Ministério da Saúde, foi possível fazer um repasse maior de recursos financeiros tendo em vista que a qualidade da informação gerada pelo AppVisita é melhor e o sistema permite, entre outros benefícios, alertas sobre falta de insumos nas Unidades Básicas de Saúde e isso leva a uma melhor qualidade de vida para as crianças e gestantes.

    1. Além disso, haverá uma economia muito grande em árvores (que virariam papel para Caderno do Líder e FABS), transporte (FABS em branco para as Dioceses, destas para as paróquias e comunidades, retorno das FABS da comunidade para a paróquia, diocese e nacional e, ainda, se houver erro de preenchimento da FABS, todo o percurso de volta à Curitiba e de Curitiba para a comunidade), digitação etc.
  1. Serão consideradas mais visitas: para crianças menores de 6 meses e gestantes no último mês de gestação, entrarão no cálculo visitas semanais e não apenas mensais. A gestação e os primeiros meses tem influência muito grande para o resto da vida da criança e há muito o que observar, conversar e partilhar nesta fase da vida: uma visita ao mês é pouco! Nesses casos, quando o líder fizer mais de uma visita no mês para a mesma criança ou gestante haverá o adicional dessa visita no AFM.
  2. Na fase de implantação do AFM via AppVisita haverá duplo pagamento: a mesma criança ou gestante que consta na FABS pode ser considerada para cálculo do AFM por constar também no AppVisita. Assim que o sistema de cálculo seja considerado estável pelas bases este pagamento duplo cessará.
O Caderno do Líder impresso vai acabar?

Não. O uso do AppVisita é opcional. Quem preferir, pode continuar utilizando o Caderno do Líder.

Como faço para ver os dados dos acompanhamentos pelo AppVisita?

Basta entrar no NSI (nsi.pastoraldacrianca.org.br) e clicar no Menu de Acesso e depois em Aplicativo Visita Domiciliar. Ou clique aqui para ver o relatório de visitas ou aqui para o Resumo mensal dos acompanhamentos.

Para relatórios por município clique em Menu de Acesso, Relatório de Indicadores e escolha o período e abrangência. O relatório (71) Relatório do Aplicativo Visita Domiciliar (AppVisita) agrupa alguns indicadores. Por exemplo: clique aqui para ver Bragança do Pará.

Quem faz as visitas pelo aplicativo tem que enviar FABS (papel)?
  • A partir de dezembro 2018, quem estiver fazendo as visitas pelo aplicativo, não precisa mais enviar a FABS de papel, mais tem que sincronizar o aplicativo (no menu principal).
  • Quem continuar usando o caderno verde não muda nada, continua enviando a FABS (papel)

Importante: se numa mesma comunidade houver líderes que preferem papel (Caderno do Líder e FABS) e outros que preferem o AppVisita, cada qual deve fazer apenas de um modo.

  • Por exemplo: 2 líderes preferem usar o AppVisita e um líder prefere Caderno do Líder e FABS -> na FABS deve constar apenas os dados deste líder tendo em vista que os dados dos outros dois chegarão ao Sistema de Informações sem necessidade de papel. Na Coordenação Nacional haverá a junção destes dados para compor a situação das crianças e gestantes dos 3 líderes desta comunidade.
Qual é a versão do Android que posso baixar o app visita domiciliar?

Orientamos versões acima da 5.0. Versões abaixo a esta como a 4.2 e 4.4 vem apresentando alguns problemas, um deles é ficar com a tela branca.

Na sincronização da na versão 4.0.6 do App visita como fazer?

A partir da versão 406 foi alterado a forma como é feito o login no aplicativo visita domiciliar. Se você já possui o visita instalado e apenas o atualizou, o pedido de um novo login será

solicitado no início da sincronização. Caso seja na instalação, ele pedir logo no início para selecionar a conta e fazer um login.

Clique aqui para mais informações

É obrigatório todas as líderes usarem o aplicativo?

Não, mas o uso do aplicativo facilita e reduz o tempo do preenchimento das FABS e comporta todas as informações do Caderno do Líder, que podem ser preenchidas durante a Visita Domiciliar. Além disso, permite que o conteúdo do Guia do Líder, Dicas, Sinais de Atenção e até alguns vídeos, sejam acessados pelos líderes em celulares e tabletes no momento da Visita Domiciliar, na Celebração da Vida etc, tornando a conversa mais informativa, pois apresenta orientações e conteúdos específicos para a faixa etária ou a semana de gestação de cada criança e gestante acompanhadas.

Consigo usar o App Visita Domiciliar sem conexão com a internet?

Sim. O App Visita Domiciliar funciona sem internet (offline). A conexão com a internet somente será necessária para baixar o aplicativo e para a sincronização dos dados. Caso tenha dificuldades de acesso a internet ou seu celular tenha pouca memória, entre em contato com a Coordenação Nacional.

Por que preciso sincronizar os dados?

Ao sincronizar você terá uma cópia dos dados de suas crianças e gestantes guardadas na Coordenação Nacional da Pastoral da Criança. Por exemplo: se você trocar de celular, receberá todas as informações no novo aparelho após a instalação do aplicativo. Os dados que você coletou também ajudarão a Coordenação Nacional a refletir sobre o acompanhamento das crianças.

A cada visita tem que sincronizar?

Não. O ideal é sincronizar ao fim do dia que realizou a(s) visita(s) ou ao fim do mês.

Lembrando que a data da sincronização não precisa ser a mesma das atividades.

Exemplo: realizei vistas no 1º sábado do mês março e no 3º, e a celebração da vida no ultimo sábado de março e só sincronizou no 1º dia de abril, as visitas vão parecer no mês de março e a celebração da vida também.

Quem tem que inserir o peso e altura da criança no App Visita durante a Celebração da Vida?

Com a junção dos AppNutri e AppVisita, pode ser o líder, no seu aparelho, ou o voluntário da informática.

Quando a Celebração da vida acontece em uma data fora do mês?

A celebração da vida tem que acontecer sempre dentro do mês de referencia, se estou enviando os dados de março por exemplo a celebração acontece no mês de março. Mais caso tenha que mudar a data por algum motivo, exemplo chuva, enchentes, etc,

clique no botão celebração da vida

clique no mês de referencia - exemplo a celebração ia acontecer no ultimo sábado do mês de março, mais choveu muito então mudaram para o primeiro sábado de abril, após a celebração clique na celebração da vida, mês de 03/2019, e clique no (1) para crianças que participaram e no (2) se alguém ajudou, clique no salvar e sincronize os dados.

É possível trocar a criança de comunidade no app visita, e como isso é feito?

Sim. Primeiro mude de comunidade (escolha a comunidade que a criança está vivendo agora) - clique em criança que acompanhei - busque a criança que mudou de comunidade - Abra o Cadastro dela - clique em Editar - e clique em Salvar , e a criança ira constar na Minhas Crianças

Quem pode trocar de comunidade no aplicativo?

Somente pode mudar de comunidade, os níveis de coordenações, e as pessoas com P28 (voluntários da informática e capacitadores da ação).

Caso algum líder mude de comunidade poderá solicitar para a coordenação nacional através do whats 41 98863-0411.

Quando uma criança sair da pastoral ou morrer, como faz?

No menu da criança tem a opção Finalizar Acompanhamento.

Sou coordenadora de paroquia/área/setor/núcleo/estado e não sou líder. Tenho que baixar o aplicativo?

Sim, é essencial que você baixe o aplicativo. Orientamos que todos os níveis de coordenação, visite ao menos uma família por mês com o aplicativo da visita domiciliar.

Além disso, você coordenador, poderá auxiliar os líderes nas dúvidas sobre o aplicativo. E será uma forma de comunicação onde vocês irão receber notificações, por exemplo: se tem colher medida na paroquia ou não, se tem sulfato ferroso no posto de saúde ou não, entre outras notificações.

Se uma mãe ou responsável quiser usar o aplicativo, ela pode?

Sim, pode. Para baixar, no seu celular, ela entra na Play Store (lojinha) digita, digita Visita Domiciliar. Depois, na hora do cadastro, ela vai escolher a opção particular e não Pastoral da Criança.

Por que não tem as perguntas da Celebração da Vida para fazer durante a visita?

Porque elas não fazem parte da visita. Elas estão no menu do aplicativo. Quando você clicar em CELEBRAÇÃO DA VIDA vai aparecer as perguntas 9 e 10 do Caderno do Líder e o nome de cada criança para você marcar. Após a Celebração da Vida, você já pode sincronizar.

Para que serve o botão calculado no Acompanhamento nutricional?

Dentro da opção do acompanhamento nutricional, existe a possibilidade de usar a CALCULADORA, onde o próprio aplicativo da o peso da criança. Isso pode ser utilizado pelos líderes que utilizam a balança digital.

entre no cadastro da criança - clique em Acompanhamento Nutricional - clique no sinal de +( canto inferior direito) - clique em calculadora - coloque o peso do adulto - coloque o peso do adulto com a da criança no colo e salvar - e automaticamente o peso da criança aparece no campo do peso da criança.

Como será a Reunião de Reflexão e Avaliação quando alguns líderes utilizarem o AppVisita?

Durante a Reunião de Reflexão e Avaliação, as líderes que não usam o aplicativo, devem preencher a 4ª parte do caderno e a FABS, mas apenas com as informações de suas crianças e gestantes acompanhadas. Os líderes que utilizam o aplicativo não precisarão se preocupar em preencher a 4ª parte do Caderno do Líder, uma vez que o App Visita Domiciliar torna esse processo automático. Depois, todas estudam a situação das famílias que acompanham, discutem os resultados do mês, celebram as conquistas e buscam soluções para as dificuldades encontradas.

Já posso acessar o App Visita Domiciliar pelo computador?

Não. A versão atual do aplicativo está disponível apenas para dispositivos móveis (celulares e tabletes).

O que muda com a junção dos aplicativos Appnutri e visita domiciliar?

- Durante a capacitação do Acompanhamento Nutricional, o voluntário de informática tem a opção de baixar o AppVisita e, no menu da criança, opção acompanhamento nutricional, pode incluir o peso e a medida.

- Também, no item Acompanhamento Nutricional do AppVisita, durante a Celebração da Vida, o líder tem a opção de colocar o peso e a medida da criança realizado na Unidade de Saúde, além de poder compartilhar com os pais a cartela e o gráfico gerado, via whatssapp, e-mail ou bluetooth.

Lembramos que as cartelas impressas devem ser entregues somente na celebração da vida, pela Equipe Paroquial. O peso e altura incluídos da unidade de saúde pelos líderes, podem ser compartilhados pelo celular e não é necessário solicitar as cartelas de orientação para os líderes.

Apostila Acompanhamento nutricional

obs.: não precisa imprimir a apostila somente as páginas 38 a 41.

Qual marca de tablets ou celular que não é compatível com o app visita domiciliar?

Recentemente tivemos mais um caso que não baixou o app visita neste modelo MULTILASER.

Para que serve o botão Adicionar Criança no nsi.pastoraldacriaca.org.br?

Este botão adicionar criança no nsi.pastoral da crianca.org.br esta dentro do Menu de Acesso- acompanhamento nutricional - relatório analítico -

ele facilita para os líderes que querem cadastrar as crianças do AppVisita no computador, mais lembre-se é apenas para fazer o cadastro da criança e não a visita domiciliar.

Mais de uma líder pode usar o mesmo celular ou tablet?

Não. O aplicativo deve ser usado somente para um usuário. Não orientamos utilizar o mesmo aparelho para mais de um líder.

Por que as perguntas sobre amamentação exclusiva foram alteradas?

Muitas mães oferecem água, chás ou sucos aos bebês acreditando que estão fazendo aleitamento materno exclusivo. Mas até essa idade, os bebês não precisam receber nada além do leite materno, nem mesmo água.

Com a pergunta ''O que foi dado para o bebê desde ontem?'' queremos observar tudo o que foi oferecido ao bebê e identificar ofertas inadequadas de água, líquidos ou alimentos, para assim, poder reforçar esta orientação junto às famílias acompanhadas. Ao perguntarmos "O bebê está em aleitamento materno exclusivo? Podemos induzir a mãe a responder sim, sem muitas vezes ela saber o que é amamentação exclusiva, obtendo uma resposta equivocada. Saiba mais - https://www.pastoraldacrianca.org.br/amamentacao

Como juntar crianças duplicadas no aplicativo?

Quanto tem criança duplicadas, favor enviar para o Whatsapp 41 98863-0411 - Nome completo da criança, diocese, paroquia e comunidade para MESCLAR A CRIANÇA (assim juntamos os cadastros e não perde dados).

O que é o vinculo automático?

O vínculo automático foi criado para que o líder possa utilizar o aplicativo, já de imediato, cadastrando suas crianças e gestantes, fazendo suas visitas, mesmo antes do seu pedido de acesso ter sido vinculo ao nosso banco de dados ( Coordenação Nacional da Pastoral da Criança), assim facilitando e antecipando a ação.

Porém mesmo o líder já tendo acesso ele precisa ser vinculado pela Coordenação Nacional, para que possa ter acesso as informações da Comunidade, ao Resumo do mês e quando sincronizar as informações das visitas e cadastros, chegar até nosso banco de dados.

Qual é o processo do vinculo automático?

A líder irá solicitar o acesso ao AppVisita, e em seguida já fica liberado o aplicativo para o uso, podendo cadastrar as crianças e gestantes e realizar as visitas.

O pedido de acesso fica em uma lista no sistema da Coordenação Nacional para ser vinculado ao seu cadastro, para assim termos todos os dados pessoais do líder vinculados ao aplicativo.

Após ser feito esta vinculação o usuário clica em SINCRONIZAR e neste momento todas informações são salvas e é liberado o RESUMO DO MÊS, e a partir do vínculo todas informações virão para a Coordenação Nacional sempre quando o líder clicar em sincronizar.

A Vacina da criança  está em dia, pois não está na época de ser tomada nenhuma vacina pela criança em questão, como fica no AppVisita?

Existem idades em que não há vacina a ser tomada pelas crianças. São elas:

1 mês de vida

3, 7, 8 10, 11, 13,14  meses de vida

de 1 ano e 4  meses até 3 anos e 11 meses

de 4 anos e um mês até 4 anos e 11 meses

e de 5 anos e 1 mês até a adolescência

O sistema sabe que a vacinação da criança está em dia, pois no mês que tinha vacina para tomar a líder respondeu que estava em dia. Portanto, nenhum dado será somado na 4ª parte do caderno - Resumo do mês - sobre esse item.

O líder pode fazer a visita com o caderno e depois passar para o aplicativo?

Não. As perguntas do aplicativo são diferentes das perguntas do caderno do líder. No aplicativo o número de perguntas é direcionada para cada faixa etária e leva em consideração as perguntas anteriores.

O aplicativo foi criado para facilitar e ajudar os líderes na missão. No app existem vídeos e fotos que ajudam as mães e líderes no entendimento do indicador. Cada pergunta já traz as mensagens e páginas do guia do líder para orientar melhor na visita.

Porque o suplemento de ferro é importante?

A Pastoral da criança esta através das notificações do app visita , esta fazendo referencia ao que o Ministério da saúde recomenda no caderno de atenção básico, numero 23 páginas 138 e 139.

''As reservas de ferro da criança que recebe com exclusividade o leite materno, nos seis primeiros meses de idade, atendem às necessidades fisiológicas, não necessitando de qualquer forma de complementação nem de introdução de alimentos sólidos. Entre os quatro e seis meses de idade, ocorre gradualmente o esgotamento das reservas de ferro, e a alimentação passa a ter papel predominante no atendimento às necessidades desse nutriente. É necessário que o consumo de ferro seja adequado à demanda requerida para essa fase etária.''

''Atenção especial deve ser dada às crianças com idade entre 6 a 12 meses, pois a recomendação de ferro é elevada e difícil de ser consumida apenas pela alimentação. A necessidade diária de ferro em crianças de seis a 12 meses é de 11mg/dia e, para crianças de um a três anos, é de 7mg/dia (INSTITUTE OF MEDICINE, 2001). Assim, a criança fica vulnerável ao desenvolvimento de anemia por deficiência de ferro, que prejudica o seu crescimento e desenvolvimento. Por isso os esforços devem ser centrados na recomendação de alimentos que são fonte de ferro, com consumo diário de carne, miúdos (no mínimo uma vez por semana) e suco de fruta natural, fonte de vitamina C, após o almoço e jantar, para aumentar a absorção do ferro não heme. Deve ser reforçada a recomendação da ingestão máxima de 500ml de leite por dia, caso a criança não seja amamentada. Crianças de 6 a 24 meses devem receber o suplemento de ferro disponível nas unidades básicas de saúde de forma preventiva.''

É Possível editar o nome no aplicativo? ex: nome da líder é Cristiane e está como Cristiano, como editar?

Não é possível, caso no nome esteja erro, enviar para o Whats App 41 98863-0411 nome correto e e-mail, diocese, paroquia e comunidade para arrumar no sistema.

Os voluntários que são apoio e não são voluntário de informática, na visita eles podem enviar os dados por seu aplicativo? se acontecer ele será considerado líder no sistema?

Apoio: Quem é? É o voluntário que ajuda as ações do líder na comunidade ou nas ações das coordenações.

O que faz? Auxilia em diversas ações, podendo ser na comunidade, no dia da Celebração da Vida, e nas instâncias de coordenação, ajudando na área administrativa, fazendo parte do Conselho Econômico, representando a Pastoral nos conselhos de políticas pública.

O que preciso? Disponibilidade ajudar quando for solicitado pela equipe de coordenação.

Aplicativo: Ele não envia os dados pelo aplicativo, faz como antes que não enviava dados pela FABS. Quando o Apoio baixa o aplicativo, no cadastro ele tem que colocar de uso PARTICULAR e não a SERVIÇO DA PASTORAL DA CRIANÇA, assim ele pode mexer no aplicativo e não será computado os dados dele.

Tem limite de quantas crianças ou gestantes uma líder pode cadastrar no aplicativo visita domiciliar?

Não. Lembrando que o líder deve acompanha gestantes e até 15 crianças de famílias próximas à sua casa, realizando três atividades:

  • Visita Domiciliar.
  • Dia da Celebração da Vida.
  • Reunião para Refl exão e Avaliação.

Com isso, milhares de líderes da Pastoral da Criança, agindo como bons pastores, que amam e cuidam de suas ovelhas, estão continuando o

projeto de Jesus aqui na Terra.

Cadastro em comunidade errada ou paroquia o que fazer?

Enviar nome completo e e-mail,comunidade correta, paroquia e diocese para o WhatsApp 41 98863-0411

Jovens capacitados

Lista dos jovens capacitados clique aqui