Manual para capacitação de novos coordenadores de setor, núcleo e estado

De wiki2
Ir para: navegação, pesquisa
MANUAL PARA CAPACITAÇÃO DE NOVOS COORDENADORES
SETOR, NÚCLEO E ESTADO

INTRODUÇÃO

"…Ide sem medo para servir!" (Papa Francisco)

Querido (a) e estimado (a) coordenador (a)

Deus Só!

Estamos felizes em ter você para colaborar na missão de salvar vidas. A escolha foi de Deus, mas o sim foi seu. Com esta resposta generosa e ousada, vamos em busca das ovelhas que o Bom Pastor confiar.

Bem-vindo (a) à família Pastoral da Criança!!! Tenho certeza que você, juntamente com sua equipe, lutará incansavelmente para salvar a vida de tantas crianças e gestantes, contribuindo muito para a paz nas famílias e levando vida plena para muitos lares! É desta forma que procuramos viver concretamente o projeto de Jesus que é vida em abundância para todos.

Sempre comentamos que “Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos.” Abrace a causa com muito amor, garra e sem medo. Você pode contar sempre com a ajuda da Coordenação Nacional que está à disposição para colaborar com você nesta missão, para compartilhar as alegrias e também auxiliar nos momentos difíceis que porventura poderá ter.

Sei que, com a graça de Deus e a sua dedicação em servir o próximo você vai colaborar muito com a missão, pois ela é feita com os pés que partem, joelhos que rezam e mãos que trabalham e tudo isso requer, um coração com capacidade de amar, de se relacionar e de partilhar; assim, o que parece pesado poderá tornar-se mais leve.

Agradecemos mais uma vez sua disposição e rogamos a Deus para que abençoe você, sua família e seu Setor, e nos ilumine a todos neste compromisso de amor, tecendo redes entre todas as pessoas líderes, famílias, coordenadores, capacitadores, formando uma rede de solidariedade e amor ao próximo.

Com carinho e preces da Coordenação Nacional.

Irmã Veneranda Alencar

Coordenadora Nacional da Pastoral da Criança

Congregação das Irmãs Missionárias de Santa Teresinha, (IMST)

O Chamado de Abrão

“ O Senhor disse a Abrão: ' Sai de tua terra, do meio de seus parentes, da casa de teu pais, e vai para terra que eu vou mostrar. Farei de ti uma grande nação e te abençoarei: engrandecerei o teu nome, de modo que ele se torne uma benção. Abençoarei os que te abençoarem. Em ti serão abençoadas todas as famílias da terra'. Abrão partiu, como Senhor lhe havia dito, e Ló foi com ele. Abrão tinha setenta e cinco anos ao partir de Harã”. (Gn 12, 1-4)

Visão - Missão - Crenças e Valores - https://wiki.pastoraldacrianca.org.br/#No_Brasil

Objetivo Geral

  • Aprofundar e vivenciar os conteúdos de Missão e Gestão da Pastoral da Criança, preparando os coordenadores para assumir a sua missão de proporcionar as condições de trabalho necessárias ao desenvolvimento da missão dos líderes na comunidade.

Objetivos Específicos:

Entender:

  • As principais atribuições;
  • A Estrutura e Funcionamento da Pastoral da Criança.
  • O funcionamento do Sistema de Informação e como aproveitá-lo para o exercício de sua função.

Aprender os critérios e como:

  • Fazer o planejamento das Ações e dos Materiais educativos
  • Administrar os recursos financeiros quanto ao repasse e prestação de contas mensal.

Conhecer e trocar experiências de como:

  • Manter e dinamizar os ramos que estão funcionando e reativar os ramos sem sinal de vida;
  • Implantar a Pastoral da Criança em outros Ramos;
  • Constituir uma equipe de Apoio e fazer parcerias locais;
  • Buscar capacitadores, convocar para as capacitações e acompanhá-los de forma sistemática após as capacitação;
  • Utilizar os instrumentos de formação continuada para coordenadores de estados/setores/núcleos/ramos e líderes.

Organização da Igreja e da Pastoral da Criança

  • Documentos da Igreja
  • Organograma da CNBB
  • Estrutura da Pastoral da Criança
    • Aprofundar os artigos sobre os assuntos:
      • Compete à Assembléia Geral, vide artigo 53.Seção V - Parte II
      • Escolha dos coordenadores de Núcleos e Áreas, vide artigos 40 e 41.Seção V
O mandato do coordenador de núcleo e do coordenador de área termina junto com o mandato do coordenador estadual e de setor, respectivamente.

Documentos da Pastoral da Criança

  • Sistema de Informação

Estatuto

  • Estatuto da Pastoral da Criança

Regimento Interno

  • Regimento Interno da Pastoral da Criança

Resoluções

  • Resolução do Conselho Diretor quanto à assembleia e lista tríplice
  • Relação da Pastoral da Criança com Igreja e a República Federativa do Brasil (blocos)
  • Órgãos e Administração da Pastoral da Criança
  • Organograma
  • Principais Atividades do Coordenador de Setor
  • Apenas para o Capacitador
  • Fluxo de Informação
  • Como estão as crianças pobres que vivem no meu Ramo
  • Dicas para reativar as comunidades sem sinal de vida

Conselho Econômico

Conselho Econômico Setor/Estado

Atribuições dos Coordenadores

Formação de equipe conforme citação bíblica: “Agora escuta-me: vou dar-te um conselho, e que Deus esteja contigo [...]” (Ex 18: 19)

Prioridades de qualquer membro de Coordenação da Pastoral da Criança: Muitas vezes, diante de tantos desafios, é preciso priorizar, ou seja, por em ordem de importância o que deve ser feito. As prioridades de um membro de coordenação da Pastoral da Criança são:

  • a) Visitar, ao menos uma vez por mês, uma família acompanhada para manter contato com o objetivo da Pastoral da Criança: todas as crianças com vida em abundância. Essa visita deve ser feita com tempo e em companhia do líder local.
  • b) Conhecer a realidade das crianças pobres de sua área de atuação.
  • c) Acompanhar – promover, animar, planejar – a caminhada das Comunidades e Ramos, em comunhão com a Igreja local.
  • d) Distribuir adequadamente recursos financeiros e material educativo.
  • e) Acompanhar a Reunião para Reflexão e Avaliação, observando para:
    • formar e acompanhar equipes de pessoas visando propiciar capacitação inicial e formação contínua;
    • criar e manter coordenações de área;
    • intervir, quando necessário, para manter a qualidade das ações.
  • f) Formar equipe para desempenhar as funções de escritório da Pastoral da Criança, tais como cadastros de comunidade e de capacitação, rever FABS com erro, prestar contas, solicitar recursos para capacitação etc.

No Livro Missão do Coordenador da Pastoral da Criança, nas páginas 36 e 37.

Autoridade de Deus

“Cada qual seja submisso às autoridades constituídas, porque não há autoridade que não venha de Deus; as que existem foram instituídas por Deus. Assim, aquele que resiste à autoridade, opõe-se à ordem estabelecida por Deus; e os que a ela se opõem, atraem sobre si a condenação. Em verdade, as autoridades inspiram temor, não porém a quem pratica o bem, e sim a quem faz o mal! Queres não ter o que temer a autoridade? Faze o bem e terás o seu louvor. Porque ela é instrumento de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, porque não é sem razão que leva a espada: é ministro de Deus, para fazer justiça e para exercer a ira contra aquele que pratica o mal”. Romanos 13: 1-4

  • Compete ao Coordenador de Nacional
  • Compete ao Coordenador Estadual
  • Compete ao Coordenador de Núcleo
  • Compete ao Coordenador de Grande Metrópole
  • Compete ao Coordenador de Setor
  • Padres Assessores

Sistema de Informação

A Pastoral da Criança tem seus dados informatizados desde 1983, desde então todas as ações e atividades são registradas no sistema de informação. Este sistema pode ser acessado pelo endereço: www.pastoraldacrianca.org.br, clicar em Sistema de Informação.

O acesso pode ser feito como visitante, não sendo necessário senha. Para coordenadores de setor, núcleo ou estado, utilizar usuário e senha disponibilizados pela Coordenação Nacional Pastoral da Criança. O coordenador de setor, com sua senha, pode ter acesso à todos os relatórios disponíveis no Sistema.

Planejamento Geral das Ações

É um plano para se elaborar um roteiro de ações e atingir um determinado objetivo. O coordenador de setor deve fazer o planejamento geral das acoes juntamente com as coordenadoras de área e sua equipe. Este planejamento deve ser realizado de acordo com as prioridades e metas que necessita alcançar, observando também os relatórios dos indicadores que apontam resultado significativo.

Cada coordenador de setor, após feito o planejamento geral das acoes reflete com sua equipe sobre a forma que será realizada cada atividade. Para atividades que necessitar recurso financeiro e material o coordenador deverá preencher o formulário especifico e encaminhar à Coordenação Nacional.

Modelo de Planejamento das Atividades de Capacitação.

  • Ciclo Resolutivo dos Problemas Modelo Plano de acao_2016.ods

Recursos na Pastoral da Criança

As ações básicas de saúde, educação, nutrição e cidadania são realizadas pelos nossos agentes voluntários, que atuam no nível comunitário, ramos, áreas, setores, núcleos e estados.

A maior parte deles são líderes que trabalham e se dedicam diretamente com a família. É importante que todos os voluntários, antes de iniciar suas atividades, assinem o Termo de Adesão do Serviço Voluntário (Livro Ouro da Pastoral da Criança), de acordo com a Lei nº 9.608 de 18/02/1998 do Voluntariado.

Para os voluntários que desenvolvem atividades junto às equipes de coordenação de setor/estado e necessitam de ressarcimento para despesas com transporte e alimentação, devem também assinar o Contrato de Serviço Voluntário da Pastoral da Criança.

Informações importantes:

  • a) Mensalmente emitir recibo, conforme modelo abaixo, preenchendo com um círculo os dias de trabalho voluntário e marcando com um X os dias não trabalhados.
  • b) O ressarcimento será conforme os dias trabalhados do voluntário e devidamente identificados no recibo.
  • c) Ficar atentos com o item 6 do contrato, que veda terminantemente outras despesas com transporte e alimentação de voluntários por outras fontes da Pastoral da Criança.
  • d) Somente serão aceitos ressarcimentos com esta nova forma, a partir da assinatura pelo voluntário do novo contrato.

Modelo de Recibo

Voluntários

A Coordenação Nacional é constituída em razão da motivação, capacitação e o acompanhamento das coordenações de estado e de setor, da reflexão dos indicadores de saúde de seus estados e setores e do bom uso dos recursos da Pastoral da Criança. Sempre estará vinculada á autoridade da Assembleia Geral e do Conselho Diretor.

  • Procedimentos para assumir o mandato de coordenador de setor na Pastoral da Criança
  • Contratação de Coordenadores de Setor e de Estado
  • Formação Contínua

Recursos Materiais e Financeiros

  • Recursos Materiais
  • Manual do Ramo
  • Recursos Financeiros

Prestação de Gastos

* Prestação de Gastos

Ações Prioritárias

  • Definição das Ações Prioritárias:
  • Ação Básica
  • Ação Opcional
  • Ação Complementar

Planejamento

Cadastro das Pessoas que são Responsáveis pela Prestação de Contas e Conta Corrente

Aquisição de veículos para a Pastoral da Criança

Sabemos as facilidades que um veículo proporciona, bem como as despesas que este gera. Assim, gostaríamos de esclarecer que a Coordenação Nacional, não disponibilizará recursos extras para esta natureza de despesa. Desta forma, os setores que fazem uso de veículo, da própria Pastoral da Criança ou particulares devem assumir as despesas de reposição de peças, consertos, seguro e licenciamento dos veículos. Para tanto, podem utilizar recursos: de promoções e doações locais;

do Apoio Financeiro Mensal, desde que não ultrapasse o valor de 15% previstos para a despesas administrativas;

do Apoio Financeiro para Capacitação de Líderes, se o carro for utilizado para apoiar a capacitação de nossos agentes; dentro de uma necessidade e com planejamento justificado, aprovado pelo coordenador de estado, poderá a Coordenação Nacional enviar recursos extras para capacitação de líderes.

O Conselho Econômico deverá emitir parecer dos gastos das coordenações estaduais e de setores, com valores acima de R$1.000,00 (um mil reais), devendo ser anexados os três orçamentos à Prestação de Gastos. Para despesas com valores acima de R$ 5.000,00 é necessária a prévia autorização da Coordenação Nacional que, para dar esta autorização, necessita receber do Setor o parecer favorável do Conselho Econômico, acompanhado dos três orçamentos.

Resolução de 26/03/2008

Roteiro para preparar uma Assembleia

Sugestões para capacitação

Reunião da equipe com a Coordenadora Nacional -Ir. Vera

DATA: 18/12/12 as 11hs

PARTICIPANTES: Ir. Vera Lúcia Altoé , Rubia, Cristiani, Geny, Gracinha, Marco, Daiane, Jaque Santos e Silvio (no final).

ASSUNTOS:

1) Hospedagem e Alimentação no local da hospedagem: Encaminhar calendário com as datas para o Marco e aguardar resposta para enviar OFICIO DE CONVOCAÇÃO para a capacitação do mês de janeiro/13. Alimentação no local da hospedagem ver com o Marco o que foi firmado (No pregão) e informar às secretárias e estas informam a equipe de Capcitadores e aos coordenadores que virão.

2) Transporte (traslado) : Secretárias irão fazer uma Planilha e Plano de Ação detalhado e informar aos responsáveis do mês pela capacitação, à casa ou hotel que for aprovado.

3) Alimentação Durante a Capacitação: almoço: 1ª opção de almoço contratar um bife pra trazer aqui na sede e servir na cozinha, (onde funcionava a Cap. das empregadas domésticas.) Outras opções … está sendo estdada. Alimentação dos participantes quando chegam em Curitiba no aeroporto, se não for possível oferecer no hotel ou casa de encontro.

4) Avaliação Final da Cap. de Novos . A Ir. Vera partilhou a fala de alguns padres, os pontos positivos.

5) Mudanças e Metodologia: 1ª Prestação de Contas – sugestão da Rubia Não haveria necessidade de “colar notas na Prestação de Contas“ pegar exemplo de uma prestação de contas de um setor na digitação. Trabalhar em grupos (os 4 tipo de PG) e explicar o processo, tirar as dúvidas e ver o que é essencial.

6) Descanso: Está sendo organizado o local para acolher os participantes que queiram descansar uns 15 minutos antes de retornar as atividades após o almoço.

7) Comunicação: Interna e externa – As secretárias e equipe de capacitadores da CNPC entrar em contato com os participantes e tirar todas as dúvidas antes de cada participantes viajar para Curitiba. Foi apresentado a falta de articulação na acolhida da coordenadora Estadual do Maranhão e também o desconforto da mudança dos participantes no penúltimo dia da capacitação, (mudança do local da hospedagem), outros contratempos em relação a infra estruturas do auditório (internet).

8) Passagem aéreas: Estudar a compra de cada passagem, antes de fechar a compra, em caso de duvidas consultar o departamento financeiro sobre horário e valores.

OBS: Favor verificar se foram contemplados todos os itens abordados. Aberto a correção e ou acrescentar algo.

Hospedagem Solidária

Programa de Hospedagem Solidária

A Pastoral da Criança em nível Nacional realiza mensalmente em Curitiba uma Capacitação para Novos Coordenadores Diocesanos, Estaduais e Padres Assessores com o objetivo de aprofundar e vivenciar os conteúdos de Missão e Gestão da Pastoral da Criança, preparando os coordenadores para assumir a sua missão de proporcionar as boas condições de trabalho aos líderes na comunidade.

Visando reduzir os gastos a Pastoral da Criança vem buscando famílias para hospedar os participantes desta capacitação.

Dentro de suas possibilidades pedimos que ofereçam se possível café da manhã e jantar ao seu hóspede, pedimos também trazê-los para a Sede situada na Rua Jacarezinho 1691, a partir das 7:30 a sede encontra-se aberta, o inicio das atividades é as 08:00. O retorno a partir das 18 até as 19 horas quando fecham-se os portões da Sede. Lembramos que os participantes chegarão no dia anterior ao início da Capacitação pelo Aeroporto/Rodoviárias.

Caso não haja condições de oferecer o traslado para a Sede, a Pastoral da Criança irá buscar meios para não prejudicar o bom andamento do encontro.

Em nome da Coordenação Nacional da Pastoral da Criança, agradecemos a generosidade e pedimos que Deus abençoe suas famílias para prosseguirmos irmanados em prol do bem comum.

Data de Capacitação: 20 a 25 de junho de 2016 (alterar mensalmente)

Mês de Junho/2016

Mês de Julho/2016

Mês de agosto/2016

Mês de setembro/2016

Mês de outubro/2016

Mês de novembro/2016

Mês de dezembro/2016

Mês de fevereiro/2017

Famílias que irão hospedar

  • (1) Isabel e Armelino Girardi - e-mail: [[1]]; [[2]]
  • (2) Janete e Rolando Bibow - e-mail: [[3]]; [[4]]
  • (3) Maria e Claudio Folador - e-mail: [[5]]; [[6]]
  • (4) Solange e Maurilio - e-mail: [[7]]; [[8]] https://nsi.pastoraldacrianca.org.br/entitynew/entity/show/id/497228
  • (5) Gentil e Marisa - e-mail:
  • (6) Tito - email: [[9]]

Rotina da Equipe de Capacitação

ANTES

1) Confirmar coordenadores para capacitação ( Lembrar de avaliar se atende os os 2 pré requisitos – Capacitação do Guia e Missão e Gestão) – Daniele

1.1. Contato com os participantes e confirmação local de saída e pedido de recurso através da requisição 94 – Rosimara

1.2. Carta de Acolhida – Ir. Veneranda - Daniele

2) Providenciar passagens - Rosemary

3) Enviar carta/Ofício para os setores respectivos - Daniele

4) Reservar hotel caso necessário, van e restaurante - Departamento Logística;

5)Hospedagem solidária em casa de família: Coordenadores e padres assessores vide orientação na wiki. Rosimara

6) Imprimir apostilas - Departamento Logística, Suporte (responsáveis pela capacitação) faz a solicitação via requisição 63 e informa pasta onde se encontra documento.

7) Fazer fotocopias do kit para prática da prestação de contas - Departamento Logística, financeiro providencia o modelo e entrega.

8) Imprimir os relatórios dos setores correspondentes KIT- Suporte (responsáveis pela capacitação)

NA SEMANA (SEGUNDA-FEIRA)

1) Arrumar o ambiente (sala semi-circulo) - Departamento Logística/Suporte

2) Verificar a instalação dos computadores com a TI - Suporte (responsáveis pela capacitação)

3) Faz a requisição 3 solicitando a instalação dos computador, data show e som – Suporte (/Dani/Anelise)

4) Senhas de acesso ao sistema de treinamento – Suporte encaminhar para a Josiane

5) Enviar e-mail com a Lista dos participantes para coordenação Nacional informando sobre a visita aos departamentos – Suporte

6) Testar computador, data show e som - Suporte (responsáveis pela capacitação)

7) Preparar pasta para cada participante com: caderno, apostila, lápis e caneta - Departamento Logística

8) 2 Garrafas de água com nome - Departamento Logística

9) Cestinho de bala- Departamento Logística

10) Manutenção dos materiais de consumo: 1 resma de papel sulfite, tarjetas, cola, tesoura, fita crepe, papel para o flip chart, pincel atomico, pincel quadro branco - Suporte (verifica) e ao Departamento Marco

11) Atendimento aos coord. caso tenha algum problema em relação ao voo (Cris já liberou para ela um celular para que fique disponível para atendimento) - Daniele

DURANTE A SEMANA

1) Preparar os lanches – manhã e tarde: Dona Helena

2) Lista de presença (no primeiro dia verificar os nomes para emissão dos certificados) - Suporte e (responsáveis pela capacitação) e entregar à Josiane e depois de corrigidas imprimir 2 listas – Suporte

3) Fornecer a lista com os retornos para o aeroporto/rodoviária (até quinta) - Departamento Logística

4 ) Fazer requisição dos materiais que o pessoal da capacitação solicitar - Josiane

APÓS CAPACITAÇÃO

1) Carta de agradecimento após encerramento do mandato - Daniele

Perguntas Frequentes

Mudança de quarto no hotel ou Preferência por quarto Individual?

  • Fica por conta do coordenador ou padre

Perda da Van?

  • paga táxi por conta

Cancelamento de passagem sem Justificativa ou alteração?

  • por conta do coordenador ou padre

Ausência no período da Capacitação sem justificativa?

  • Não receberá certificado de Conclusão da Capacitação

Pode comprar passagem aérea para outro destino

  • Sim, desde que o trecho seja com valor igual ou menor que a origem de sua Cidade