Brinquedos e Brincadeiras

De wiki2
Ir para: navegação, pesquisa

Descrição Casa aberta Brinquedos e Brincadeiras

O que fazemos

Capacitamos brinquedistas nas comunidades a fim de ampliarem as oportunidades para brincadeiras das crianças, em casa e no local onde vivem - incluindo a criação de espaços, seguros e limpos - nos quais as crianças possam brincar juntas e ao ar livre.

Como Fazemos

Os brinquedistas:

  • promovem brincadeiras no Dia da Celebração da Vida e em outros momentos;
  • preparam e participam de oficinas para construção de brinquedos com pais, familiares e pessoas da comunidade;
  • organizam com líderes e familiares momentos para brincadeira nas comunidades – “Ruas do Brincar”.

Sugestões:

Brinquedos e Brincadeiras na Comunidade

As praças da cidade estarão cheias de meninos e meninas a brincar pelas ruas.

Zc 8,5

Introdução

A Pastoral da Criança entende ser o brincar uma necessidade para o desenvolvimento infantil. A criança brinca por necessidade e ao brincar aprimora seus sentidos e seus movimentos; vai conhecendo como são e para que servem os objetos e brinquedos; desenvolve sua linguagem e seu pensamento; aprende e compreende as atividades, os costumes dos adultos e as relações entre as pessoas. Por sua relevância o brincar é assegurado como um direito no Estatuto da Criança e do Adolescente (artigo 16).

Por outro lado, observa-se que as transformações da sociedade, principalmente nas grandes cidades, estão diminuindo as oportunidades que as crianças têm de brincar: a televisão ocupa um tempo cada vez maior nas atividades delas, a necessidade de mães e pais se ausentarem para o trabalho por um longo período impedindo que convivam e brinquem mais com seus filhos e filhas; a insegurança nas ruas que impedem o brincar em calçadas, praças e parques; as moradias das famílias, em especial das mais pobres, cada vez menores, são alguns dos motivos que diminuem as oportunidades para as brincadeiras seja em casa e também, em especial, junto com outras crianças.

Sendo assim, a Pastoral da Criança criou, em 1995, o Projeto Brinquedos e Brincadeiras, que se transformou, em 2002, na “Ação Brinquedos e Brincadeiras”. Esta ação tem como objetivo ampliar as oportunidades para brincadeiras das crianças, em casa e na comunidade, apoiando as famílias na construção de um ambiente favorável ao desenvolvimento de suas crianças. E para isso pretende:

  • promover a defesa do direito da criança de brincar;
  • incentivar o brincar que dá oportunidade à criança de escolher livremente o como e com quem quer brincar;
  • criar oportunidades para o resgate de brinquedos e brincadeiras característicos das diferentes regiões do país;
  • estimular a transmissão de valores e cultura da comunidade pela interação das gerações mais velhas com as mais novas;
  • defender a criação de espaços nas comunidades para que as crianças brinquem juntas e ao ar livre como praças, parques, calçadas.

A Pastoral da Criança incentiva o brincar que tem como característica a livre escolha da criança porque entende que é por meio de escolhas que a criança pode ir aprendendo a exercitar sua autonomia, ou seja, aprender a fazer as coisas por conta própria, julgar o que gosta ou não gosta de fazer. A brincadeira, sendo o momento em que quem comanda a atividade é a criança e não o adulto, é uma oportunidade fundamental para que a criança aprenda a fazer escolhas, a tomar decisões, libere e controle emoções, exercite seu corpo, estimule sua imaginação e criatividade.

Como funciona a “Ação Brinquedos e Brincadeiras”

“Brinquedos e Brincadeiras” é uma ação complementar às ações básicas da Pastoral da Criança que compõem o “Guia do Líder”. Para implantar esta ação nas comunidades são preparados os brinquedistas, voluntários que têm por atribuição promover e defender o brincar no lugar onde moram e vão atuar.

Esses brinquedistas são capacitados primeiramente no “Guia do Líder” e em seguida recebem uma capacitação específica na qual estudam e praticam os conteúdos do livro "Brinquedos e brincadeiras na comunidade".

A capacitação dos brinquedistas é feita por capacitadores dos setores, os quais por sua vez são preparados pelos multiplicadores da equipe estadual. O livro "Como organizar e acompanhar - Brinquedos e brincadeiras" foi escrito para servir de base para a implantação e acompanhamento da ação pelos coordenadores de ramo, setor e estado e para o planejamento das capacitações pelos capacitadores e multiplicadores.

Os brinquedistas fazem parte da equipe da comunidade junto a qual recebem sua formação contínua. O Jornal da Pastoral da Criança também traz, periodicamente, informações para enriquecer as atividades dos brinquedistas.

Os indicadores do andamento da ação e das atividades dos brinquedistas constam do Sistema de Informações da Pastoral da Criança.

Atividades do brinquedista na comunidade

Depois de participar da capacitação, o brinquedista deverá realizar, mensalmente, as atividades da “Ação Brinquedos e Brincadeiras” na sua comunidade. A atuação do brinquedista pode se dar pela realização de atividades variadas como:

  • criação dos “cantinhos do brincar” no dia da Celebração da Vida, nas reuniões e encontros com pais e familiares;
  • preparação de adolescentes e pessoas mais velhas para se tornarem brincadores e poderem ajudar no Dia da Celebração da Vida brincando com as crianças e com os bebês, contando histórias e, também, nas oficinas de confecção de brinquedos;
  • realização de oficinas para construção e reparo de brinquedos, com a participação das famílias, dos líderes, e de outras pessoas da comunidade;
  • promoção de manhãs ou tardes de lazer, envolvendo também idosos, adultos, jovens em atividades lúdicas, resgate de brincadeiras, músicas e danças da região;
  • participação nas Reuniões para Reflexão e Avaliação mensais junto com os líderes;
  • participação em reuniões comunitárias, junto com os líderes, para defender propostas para promover o brincar na comunidade como criar praças ou outros espaços para a brincadeira;
  • acompanhamento dos líderes em algumas visitas domiciliares, quando for considerado necessário.

Sacolão para brincadeiras na comunidade

Para tornar os momentos de encontro com as crianças ainda mais animados, a Coordenação Nacional da Pastoral da Criança monta um conjunto de brinquedos, livros e materiais de expressão plástica que chama de sacolão. A escolha dos itens do sacolão foi feita para atender às necessidades do brincar de crianças até os seis anos com brinquedos para o faz-de-conta, blocos de construção, bola, corda; livros de literatura infantil para proporcionar o contato desde cedo com o código escrito, materiais de expressão plástica para as crianças expressarem sua criatividade. A variedade de brinquedos e materiais visa permitir que as crianças exercitem sua capacidade de livre-escolha escolhendo com o quê e como querem brincar, desde que obedeçam limites de convivência e de cuidado com as coisas a seu redor.

O sacolão é entregue às comunidades que têm brinquedistas capacitados e atuantes e que enviam, regularmente a FABS - Folha de Acompanhamento e Avaliação das Ações Básicas de Saúde e Educação na Comunidade.

Fichas de Cadastro da Capacitação e de Inscrição do Capacitado

Tema: Brinquedos e Brincadeiras Tipo de Capacitado Cadastro da Capacitação Ficha de Inscrição do Capacitado
Capacitação Completa Pessoa ou Líder Brinquedos e Brincadeiras_2016_P-77_Cadastro_Brinquedista.pdf Brinquedos e Brincadeiras_2016_P-77_Inscrição_Líderes_e_outras_pessoas.pdf
Capacitação Completa Capacitador Brinquedos e Brincadeiras_2016_R-77_Cadastro_Capacitador.pdf Brinquedos_Ficha_Capacitador_01.2012.pdf
Ascensão Capacitador Brinquedos_Cadastro_Ascensão Capacitador_01.2012.pdf Brinquedos_Ficha_Ascenção_Capacitador_01.2012.pdf
Ascensão Multiplicador Brinquedos e Brincadeiras_2016_M-328_Cadastro_Ascensão_Multiplicador(1).pdf Brinquedos_Ficha_Ascenção_Multiplicador_01.2012.pdf

Como Organizar e Acompanhar Brinquedos e Brincadeiras

Clique aqui para ver como Como Organizar e Acompanhar Brinquedos e Brincadeiras.