Estágio de Evolução das Atividades da Pastoral da Criança

De wiki2
Revisão de 08h38min de 29 de setembro de 2021 por Reginadn (Discussão | contribs) (Perguntas Frequentes)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

Estágio de Evolução das Atividades da Pastoral da Criança

Missão

A missão dos coordenadores é proporcionar aos líderes boas condições de trabalho.

O líder desenvolve a missão da Pastoral da Criança realizando três atividades:

  • Visita Domiciliar;
  • Dia da Celebração da Vida;
  • Reunião para Reflexão e Avaliação.

Assim, se estas atividades não acontecem, a própria Pastoral da Criança não está acontecendo!

Estágio de Evolução das Atividades da Pastoral da Criança

Neste momento em que os municípios estão em fases diferentes da pandemia, para se ter a segurança que a Caridade ocorrerá sem levar nem trazer o vírus para as famílias acompanhadas e agentes de pastoral, é necessário avaliar a segurança de nossas atividades:

- por exemplo: a Visita Domiciliar ao ar livre e com os cuidados é segura mas não se pode dizer o mesmo de reuniões, especialmente em ambiente fechado.

Com isso, a escala dos estágios abaixo, leva em consideração a segurança das famílias e agentes de pastoral:

- se atividades com muitas pessoas e em ambiente fechado forem consideradas seguras pelo coordenador (estágio 3 em diante), muito mais seguras são as atividades 1 e 2. Portanto, só se poderia realizar a atividade 3 se a 1 e 2 já estiverem ocorrendo.

Estágio de evolução

Nível 0 - Visita domiciliar presencial não acontece - Meta para subir ao próximo nível: Fazer visita presenciais.

Nível 1 - Visita Domiciliar presencial acontece -Meta para subir ao próximo nível:: Fazer visitas presenciais, Celebração da Vida e RRA - Indicador/Valor: Ao menos  para as gestantes e crianças menores de 2 anos (primeiros Mil Dias).

Nível 2 - Continuar as Visitas presenciais e fazer a Celebração da Vida em ambiente aberto* - Meta para subir ao próximo nível: Fazer visitas presenciais, Celebração da Vida e RRA - Indicador/Valor % Crianças compareceram Celebração da Vida.

Nível 3 - Reunião para Reflexão e Avaliação: Coordenadora Paroquial está participando de reuniões na comunidade - Meta para subir ao próximo nível: Manter os indicadores dos estágios anteriores e Paroquial estar presente na vida das comunidades - Indicador/Valor: A coordenadora paroquial (ou diocesana) está em movimento e vai até suas comunidades e não apenas sua equipe paroquial.

Nível 4 - Etapas práticas, no mínimo, do e-Guia do Líder - Meta para subir ao próximo nível: Manter os indicadores dos estágios anteriores e completar a capacitação de novos líderes.

Nível 5 - Reunião para Reflexão e Avaliação paroquial: Coordenadora Diocesana participou desta reunião na paróquia - Meta para subir ao próximo nível:Manter os indicadores dos estágios anteriores e Diocesana presente na vida das Paróquias.

Nível 6 - Assembleias Diocesanas presenciais - Meta para subir ao próximo nível: Manter os indicadores dos estágios anteriores e vida normal: a missão e suas atividades burocráticas ocorrem - Indicador/Valor As paroquiais que cumprem os estágios anteriores podem participar presencialmente. As que não cumprem no momento da Assembleia, apenas virtualmente.

Celebração da Vida

A preparação da Celebração da Vida deve seguir as orientações do e-Guia (https://www.pastoraldacrianca.org.br/topico?tid=116&lang=pt_BR) e os protocolos de segurança abaixo:

* Deve ocorrer com segurança, principalmente em ambiente aberto, com distanciamento físico e evitando-se comer ou beber de modo que não seja necessário retirar a máscara:

  • marcar horário para diferentes faixas etárias para evitar muitas pessoas e crianças ao mesmo tempo (focar nos 1000 dias);
  • ter disponibilidade de água e sabão para lavagem das mãos;
  • A refeição pode ser Kit frutas para as famílias levarem para casa evitando o consumo no local;
  • Caso tenha atividades da ação Brinquedos e brincadeiras, sugerir que sejam realizadas entre pais e filhos;

Estimular as famílias a baixarem o aplicativo  e acessarem as e-Capacitações.

Acompanhamento Nutricional

O Acompanhamento Nutricional deve ser realizado para as crianças que mais dele precisam:

- onde o serviço de saúde não realiza as medidas;

- preferência para menores de dois anos;

- crianças que tenham problemas nutricionais

Obviamente, o interesse de Vida em Abundância é nosso, mas é necessária a aprovação da família para efetuar as medidas.

A realização das medidas deve ocorrer da seguinte forma:

  • Realizar o acompanhamento nutricional em local aberto. Em dias frios ou chuvosos, se possível, realizar em ambiente amplo e bem arejado.
  • Dar preferência para menores de dois anos.
  • Realizar as medidas nas crianças cuja família aprove a realização.
  • Realizar as medidas de uma criança por vez, assim somente estará no local o responsável, a criança e as pessoas responsáveis pela medida.
  • Higienizar as mãos e os equipamentos com álcool em gel após cada medida:
  • balanças de chão: não há necessidade pois só teria o contato com o pé da mãe que está com a criança no colo;
  • balança de gancho: a sacola de pano não deve ser usada pois não é possível higienizar após cada medida. Nesse caso orientamos o uso de banheirinha de plástico (conforme vídeo https://www.youtube.com/watch?v=w5J3Og1oJY8) e colchonete impermeável para os bebês, e cadeirinha de madeira para as crianças maiores.
  • estadiômetro e mesa
  • Realizar as medidas seguindo todos os critérios necessários conforme capacitação (crianças sem sapatos ou adereços de cabelo, roupas leves, etc). - Incluir as medidas no aplicativo e orientar o responsável com a e-cartela, mantendo o distanciamento (2m). Compartilhar com a família quando possível (precisa ter acesso a internet). - Mantém-se a sugestão de incluir as medidas de peso e altura realizadas no serviço de saúde no app, o que pode ocorrer na própria visita domiciliar.

Recursos Financeiros

Estágio de evolução

Nível 1: Visita Domiciliar presencial Fonte:' AFM

Nível 2: Continuar as Visitas presenciais e fazer a Celebração da Vida em ambiente aberto* - Fonte: AFM

Nível 3: Reunião para Reflexão e Avaliação: Coordenadora Paroquial participou desta reunião na comunidade - Fonte: AFM

Nível 4: Etapas práticas do e-Guia do Líder - Fonte: AFL podendo ter envio especial para que o Capital de Giro seja suficiente.

Nível 5: Reunião para Reflexão e Avaliação paroquial: Coordenadora Diocesana participou desta reunião na paróquia - Fonte: AFM

Nível 6: Assembleias Diocesanas presenciais - Fonte: Planejamento de Atividades de Capacitação.

- Lembrar que o AFM é 17% maior quando as paróquias recebem diretamente do Nacional em virtude da economia de burocracias/custos da entrega de recursos.

- O AFL é calculado conforme a e-capacitação. No caso do e-Guia, é incrementado em R$10,00 para cada pessoa que começa a responder perguntas do Treino ou Avaliação no AppVisita.

Perguntas Frequentes

1. Cadeirinha de madeira para crianças maiores vai ter recurso para comprar e as banheiras?

Não haverá recurso extra para custear essa despesa. A comunidade que precisar comprar a banheira poderá utilizar o recurso do apoio mensal.

2. Balanças digitais, a coordenação nacional vai comprar?

Por enquanto, a coordenação nacional não tem previsão de quando serão compradas novas balanças digitais.

3. Com o uso da banheira a criança não vai pesar mais?

Não, mas para isso será preciso tarar a balança. Para ver o vídeo de como regular a balança clique aqui..

4. Como vai medir para passar para o próximo estágio?

Mediante confirmação do coordenador diocesano no momento em que for solicitado recurso para outras atividades.

5. Quando podemos capacitar no acompanhamento nutricional ?

Quando a diocese estiver no estágio 3, e o Padre da paróquia e governo lugar já estiverem liberados encontros presenciais.

Estágio de Evolução das Comunidades

Para saber mais clique aqui