Classificação dos Setores

De wiki2
Revisão de 18h45min de 9 de outubro de 2017 por Brunols (Discussão | contribs) (Classificações 2015)

Ir para: navegação, pesquisa
Classificação dos Setores

por pontuação alcançada na necessidade de atenção

Introdução

A Pastoral da Criança tem muitos indicadores e, com isso, nem sempre é fácil interpretar a situação de um setor: muitos indicadores podem estar melhorando, enquanto outros estão estáveis ou piorando no setor.

Assim, com a ajuda do INDG, foram selecionados alguns indicadores por serem mais sensíveis e específicos:

Estágio Evolução Aponta a situação de evolução de comunidades que já tem Pastoral da Criança.
Comunidades com 1 líder Aponta a fragilidade da Pastoral da Criança: qualquer problema com este único líder, acaba a nossa Pastoral.
Pobreza Tendo os setores situação semelhante, devemos dar atenção aos mais pobres.
Mandato A ausência de mandato regular do coordenador é forte sinal de problemas.
Repasse Setor (% que chega às comunidades) Aponta incapacidade de confiar nos líderes para que eles mesmos decidam como usar o recurso na Celebração da Vida.
Situação Prestação de Contas Não basta o coordenador ser honesto. É preciso também parecer honesto! A ausência da prestação de contas pode comprometer a imagem da nossa Pastoral em nível nacional.
Enviou Conciliação Bancária A nota aqui se refere ao fato de a Conciliação Bancária ter chego na Coordenação Nacional ou não.
Cobertura pobres Aponta o grau de alcance da Pastoral da Criança: para que todas as crianças tenham vida.
Recursos não explicados Esse indicador mostra onde se encontra o saldo do setor.
Quebra de Caixa Esse indicador mostra se o setor/estado sabe explicar todo o saldo que possui.
Variação de Acompanhamento
Classificação Geral(*) Somatória da pontuação dos indicadores acima descritos
  • clique aqui para acessar os cuidados que os Setores prioritários devem receber.

Legenda da Classificação dos Setores

  • Estágio de Evolução (Média) Varia de 1 a 5. Representa a pontuação média dos estágios de evolução das comunidades. Quanto mais comunidades do setor estiverem no estágio de evolução 5 maior será a média do Setor. Clique aqui para informações sobre Estágios de Evolução
  • Comunidades com 1 líder: Varia de 0 a 5. Representa o percentual de comunidades com apenas um líder. Valor 0 (zero) indica que todas as comunidades de um Setor tem apenas um líder e 5(cinco) indica que todas as comunidades do Setor tem mais de um líder.
Intervalos das notas % correspondente
0 a 1 80% a 100% das comunidades do setor tem 1 líder
1 a 2 60% a 80% das comunidades do setor tem 1 líder
2 a 3 40 a 60% das comunidades do setor tem 1 líder
3 a 4 20% a 40% das comunidades do setor tem 1 líder
4 a 5 0 a 20% das comunidades do setor tem 1 líder
  • Pobreza: Varia de 1 a 5. Representa o índice de pobreza segundo o CENSO IBGE 2010. Quanto mais alto, mais rico é o setor: O valor 0(zero) indica que as localidades de um Setor seriam miseráveis e 5(cinco) indica que todas as localidades de um Setor seriam ricas. Clique aqui para informações sobre Mapa da Pobreza.
  • Recurso que chega comunidade - Repasse Setor: Varia de 0 a 5. Representa o percentual de gastos do Setor que chega na comunidade. A meta é chegar a nota = 1,5. Quanto mais alto, mais recurso é repassado para a comunidade. Para o cálculo são considerados os dados das prestações de gastos com primeira digitação.

Fórmula:

A- Mês de referência de PG: data atual – 120 dias (a partir daí, pega 3 meses)

B- Envio do recurso: total de recursos enviados nos últimos 365 dias, divide-se por 4 fazendo uma média trimestral.

C- Cálculo: total repassado às comunidades (A) * 100/B = % de repasse às comunidades

Intervalos das notas % correspondente
0 a 1 0% a 20% do recurso enviado ao setor chega na comunidade
1 a 2 20% a 40% do recurso enviado ao setor chega na comunidade
2 a 3 40% a 60% do recurso enviado ao setor chega na comunidade
3 a 4 60% a 80% do recurso enviado ao setor chega na comunidade
4 a 5 80% a 100% do recurso enviado ao setor chega na comunidade
  • Situação Prestação de Contas: Varia de -5 a 4, onde o valor "-5" corresponde a muitas prestações de contas e "4", a prestação de contas está totalmente em dia.
Intervalos das notas % correspondente
0 Corte Geral
1,5 2° Mês anterior ao corte
2,0 Pendência entre o corte e o corte geral
2,5 1° Mês anterior ao corte
3,0 Pendência entre o corte e o corte geral
3,5 Mês de corte
4 Em dia
negativa atraso em mais de 3 meses
  • Conciliação Bancária
Nota Justificativa
0 Não tem Conciliação Bancária referente a última prestação de contas recebida
1 Tem Conciliação Bancária referente a última prestação de contas recebida
  • Cobertura pobres: Varia de 0 a 5. Representa o percentual de crianças pobres acompanhadas pela Pastoral da Criança.
Intervalos das notas % correspondente
0 a 1 0 a 20% das crianças pobres são acompanhadas pela Pastoral da Criança
1 a 2 20% a40% das crianças pobres são acompanhadas pela Pastoral da Criança
2 a 3 40% a 60% das crianças pobres são acompanhadas pela Pastoral da Criança
3 a 4 60% a 80% das crianças pobres são acompanhadas pela Pastoral da Criança
4 a 5 80% a 100% das crianças pobres são acompanhadas pela Pastoral da Criança
  • Auditoria da Coordenação Nacional
Nota Justificativa
0 não teve visita
2 visita pelo apoio em 2012
3 visita auditoria e não resolveu o problema
4 visita pelo apoio em 2013
5 visita auditoria e não tem problema
  • Recursos não explicados ou com a coordenação de setor/estado em dinheiro

Definição: É baseado no valor lançado no item 3 da conciliação Bancária. Esse indicador mostra onde se encontra o saldo do setor. O ideal é que o recurso esteja na conta corrente ou com os ramos (categoria 1 da conciliação bancária). Quanto maior o valor em outras categorias (saldo em poder do setor e áreas), menor será a nota do setor.

Fórmula: (Saldo auditado (-) saldo em conta corrente (-) soma total da categoria 1 da conciliação bancária) / saldo auditado

Nota: pode variar de 0 a 5, dependendo do percentual de recurso não explicado que o setor possui em relação ao saldo auditado.

Observação: o máximo considerado na fórmula como soma total na categoria 1 é um valor equivalente a 1 mês de repasse para os ramos.

  • Quebra de Caixa

Definição: É baseado no valor lançado no item 4 da conciliação Bancária. Esse indicador mostra se o setor/estado sabe explicar todo o saldo que possui. O ideal é que o recurso esteja em conta corrente ou especificado no item 3 da conciliação bancária. Quanto maior o valor no item 4, em relação ao saldo auditado, menor será a nota do setor.

Fórmula: Total do item 4 da conciliação bancária / Saldo auditado

Nota pode variar de 5 a 0, dependendo do percentual de recurso especificado como quebra de caixa na conciliação bancária.

  • Variação de acompanhamento

Fórmula: (período 1 * 100 / período 2) - 100

Período 1: número de crianças acompanhadas nos últimos 3 meses

Período 2: número de crianças acompanhadas nos 3 meses anteriores aos meses do período 1

Por exemplo: Se o trimestre liberado é 1º 2014 ele vai comparar com o 4º 2013. Lembrando que as FABS do 1º 2014 são calculadas on line.

Classificações 2016

  • Janeiro/2016

Classificações 2015

Classificações 2014

  • Abril/2014
  • Junho/2014
  • Julho/2014
  • Agosto/2014
  • Dados extraídos dia 12/12/2014 - Dados do 2º trimestre de 2014

Classificações 2013

  • Março/2013
  • Abril/2013
  • Maio/2013
  • Junho/2013
  • Julho/2013
  • Agosto/2013
  • Setembro/2013
  • Outubro/2013
  • Novembro/2013

Classificações 2012

  • Junho/2012
  • Julho/2012
  • Agosto/2012
  • Setembro/2012
  • Outubro/2012
  • Novembro/2012