Mudanças entre as edições de "Capacitações"

De wiki2
Ir para: navegação, pesquisa
 
(3 revisões intermediárias pelo mesmo usuário não estão sendo mostradas)
Linha 12: Linha 12:
 
* Caso o multiplicador/coordenador perceba na capacitação que há capacitadores que não possuem o perfil desejado, ele pode dar uma atenção extra para essa pessoa posteriormente, até que sinta que ela está mais firme e segura; ou deixá-la como líder/pessoa capacitada. Nesse caso, não deve enviar a ficha de inscrição dessa pessoa junto com as outras para a coordenação nacional. Quando essa pessoa estiver mais preparada, sua ficha pode ser incluída, posteriormente, numa ascensão à capacitador.
 
* Caso o multiplicador/coordenador perceba na capacitação que há capacitadores que não possuem o perfil desejado, ele pode dar uma atenção extra para essa pessoa posteriormente, até que sinta que ela está mais firme e segura; ou deixá-la como líder/pessoa capacitada. Nesse caso, não deve enviar a ficha de inscrição dessa pessoa junto com as outras para a coordenação nacional. Quando essa pessoa estiver mais preparada, sua ficha pode ser incluída, posteriormente, numa ascensão à capacitador.
  
===<span style="color:green"> Qual o número máximo de participantes na capacitação completa e ascensão do Guia do Líder?
+
===<span style="color:green"> Qual o número máximo de participantes na capacitação completa e ascensão do Guia do Líder?</span> ===
</span> ===
 
  
 
* Conforme descrito nas fichas de cadastro, o número máximo é de 15 participantes, sendo o ideal de 12 participantes, com carga horária de 3 horas e 30 minutos em cada etapa para permitir a participação ativa de todos e facilitar a coordenação do grupo.
 
* Conforme descrito nas fichas de cadastro, o número máximo é de 15 participantes, sendo o ideal de 12 participantes, com carga horária de 3 horas e 30 minutos em cada etapa para permitir a participação ativa de todos e facilitar a coordenação do grupo.
Linha 46: Linha 45:
 
* Nem todos, apenas aqueles que vão ser realmente capacitadores. Aqueles coordenadores que não querem ser capacitadores precisam conhecer o novo material para poder acompanhar e podem fazer uma atualização ou uma capacitação completa do Guia do Líder como pessoa/líder. Isso evita uma “superpopulação” de capacitadores que não exercem realmente a função no setor.
 
* Nem todos, apenas aqueles que vão ser realmente capacitadores. Aqueles coordenadores que não querem ser capacitadores precisam conhecer o novo material para poder acompanhar e podem fazer uma atualização ou uma capacitação completa do Guia do Líder como pessoa/líder. Isso evita uma “superpopulação” de capacitadores que não exercem realmente a função no setor.
  
 +
===<span style="color:green"> Quais as funções do capacitador e do coordenador diocesano quanto às capacitações?</span> ===
  
=== Qual a função do capacitador e do coordenador quanto às capacitações? ===
+
Para organizar e realizar uma capacitação, as funções dos coordenadores e capacitadores são diferentes:
* Para organizar e realizar uma capacitação, as funções dos coordenadores e capacitadores são diferentes.
 
# Cabe aos coordenadores da Pastoral da Criança:
 
#* planejar as capacitações de acordo com o público interessado e disponível e a necessidade do seu setor;
 
#** verificar no sistema se o capacitador está mesmo cadastrado como capacitador no tema. Lembrando: capacitador só pode capacitar líder – não pode capacitar outros capacitadores. Quem capacita capacitador é o multiplicador, que por sua vez é capacitado pela equipe nacional.
 
#** resolver as questões administrativas e financeiras da capacitação, tais como: local, alimentação, passagens, materiais a serem distribuídos (Guia do Líder, Caderno do Líder, FABS, colher e soro etc.);
 
#** fornecer as fichas adequadas ao tipo e tema da capacitação;
 
#** enviar as fichas de inscrição e cadastro da capacitação para a Coordenação Nacional.
 
#** responsabilizar-se pelos gastos com a capacitação, pois ele é quem recebe os recursos financeiros encaminhados pela Coordenação Nacional para este fim, bem como fazer e enviar a prestação de contas da referida capacitação.
 
# Cabe ao multiplicador, capacitador e líder-capacitador:
 
#* combinar com o coordenador que materiais e recursos didáticos serão necessários na capacitação, como papel, cartolina, canetas etc., ou qualquer outro material que precise para preparar a capacitação, desde que seja compatível com os recursos disponíveis.
 
#* verificar o preenchimento adequado e o recolhimento das fichas de inscrição de cada participante. Depois de terminada a capacitação, fazer o preenchimento da folha de cadastro da capacitação, assinar as fichas de cada participante e entregar para o coordenador responsável pela mesma.
 
#* responsabilizar-se pelas questões didáticas da capacitação, ou seja, planejamento, execução e avaliação da mesma.
 
  
=== O líder está sendo capacitado nas etapas iniciais do Guia e vai cadastrar um bebê que tem irmãos maiores. O que fazer? ===
+
'''Cabe aos coordenadores diocesanos da Pastoral da Criança:
* O líder vai cadastrar crianças até a faixa etária em que foi capacitado e vai avisar à mãe/ família que tão logo seja capacitado para acompanhar crianças maiores, irá cadastrar as outras crianças da família.
+
'''
 +
* Planejar as capacitações de acordo com o público interessado e disponível e da necessidade do seu setor;
 +
* Verificar no sistema se o capacitador está mesmo cadastrado como capacitador no tema. Lembrando: capacitador só pode capacitar líder – não pode capacitar outros capacitadores. Quem capacita capacitador é o multiplicador que, por sua vez, é capacitado pela equipe nacional.
 +
* Resolver as questões administrativas e financeiras da capacitação, tais como: local, alimentação, passagens, materiais a serem distribuídos (Guia do Líder, Caderno do Líder, FABS, colher e soro, laços de amor, etc.);
 +
* Fornecer as fichas adequadas ao tipo e tema da capacitação;
 +
* Enviar as fichas de inscrição e cadastro da capacitação para a Coordenação Nacional.
 +
* Responsabilizar-se pelos gastos com a capacitação, pois ele é quem recebe os recursos financeiros encaminhados pela Coordenação Nacional para este fim, bem como fazer e enviar a prestação de contas da capacitação.
  
=== Quando o voluntário é considerado líder da Pastoral da Criança? ===
+
'''Cabe ao multiplicador, capacitador e líder-capacitador:
* A partir do final da 3ª etapa de capacitação, quando cadastra uma gestante da comunidade em seu Caderno.
+
'''
 +
* Combinar com o coordenador quais materiais e recursos didáticos serão necessários na capacitação, tais como papel, cartolina, canetas etc, desde que seja compatível com os recursos disponíveis.
 +
* Verificar o preenchimento adequado e o recolhimento das fichas de inscrição de cada participante. Depois de terminada a capacitação, fazer o preenchimento da folha de cadastro da capacitação, assinar as fichas de cada participante e entregar para o coordenador responsável.
 +
* Responsabilizar-se pelas questões didáticas da capacitação, ou seja, planejamento, execução e avaliação da mesma.
  
=== Por que dividir a capacitação do Guia do Líder em duas partes? ===
+
===<span style="color:green"> O líder está sendo capacitado nas etapas iniciais do Guia e vai cadastrar um bebê que tem irmãos maiores. O que fazer?</span> ===
* Para que o líder vá assumindo gradativamente suas atividades e também para que possa iniciar logo o acompanhamento de gestantes e menores de um ano, que estão sujeitos a maior risco. É também mais fácil que o grupo de líderes novos comece realizando uma Celebração da Vida com crianças até um ano do que com crianças de várias idades.
 
  
=== Qual o melhor tempo de intervalo entre a primeira e segunda partes da capacitação de novos líderes? ===
+
* O líder vai cadastrar crianças até a faixa etária em que foi capacitado e vai avisar à mãe/ família que tão logo seja capacitado para acompanhar crianças maiores (até seis anos), irá cadastrar as outras crianças da família.
* Um intervalo de duas/três semanas, entre uma parte de outra, têm se mostrado bom. No entanto, a capacitação pode ser feita sem intervalo, mas deverão ser enviadas as fichas de cadastro e inscrição da 1ª e 2ª partes da capacitação.
 
  
=== Quem deixou o trabalho da Pastoral pode voltar fazendo só a Atualização? ===
+
===<span style="color:green"> Quando o voluntário é considerado líder da Pastoral da Criança?</span> ===
* Por princípio deve haver bom-senso da parte do coordenador, porque podem ser situações diferentes:
 
  
* uma pessoa que foi capacitada no novo Guia (2000), trabalhou com ele algum tempo e parou só há algum tempo, poderia fazer só a Atualização;
+
Ao término da 3ª etapa de capacitação, quando ele cadastra uma gestante da comunidade em seu Caderno/App.
* uma pessoa que foi capacitada há muito tempo ou quem foi capacitado e nunca trabalhou com o novo Guia (2000), deverá fazer a capacitação completa
 
  
=== Líder antiga que não quer ser atualizada, o que fazer? ===
+
===<span style="color:green"> Por que dividir a capacitação do Guia do Líder em duas partes?</span> ===
* Achamos também que o bom-senso, a atenção do coordenador de ramo/comunidade são fundamentais. Primeiro ver o porquê disso: incompatibilidade com o horário da Atualização? Nesse caso ver se pode ser colocada em outro grupo ou ser atualizada por um líder capacitador. E quando demonstra desinteresse pelo trabalho? Mostrar a ela o Guia 2007, as novidades ele que traz e procurar ver onde sentia dificuldade no Guia antigo para tentar animá-la.
 
  
=== Na capacitação de um novo líder, em uma comunidade nova como cadastrar a nova comunidade para ela aparecer no APP visita domiciliar? ===
+
* Para que o líder vá assumindo gradativamente suas atividades e também para que possa iniciar logo o acompanhamento de gestantes e menores de um ano, que são os mais vulneráveis. É também mais fácil que o grupo de líderes novos comece realizando uma Celebração da Vida com crianças de até um ano do que com crianças de várias idades.
Enviar uma solicitação pelo botão APOIO ou pelo Whats App (zap) da pastoral da criança (41) 9 8863-0411para a coordenação nacional cadastrar a nova comunidade, assim no momento que o novo líder baixar o aplicativo visita domiciliar a comunidade já estará disponível
+
 
 +
===<span style="color:green"> Qual o melhor tempo de intervalo entre a primeira e segunda partes da capacitação de novos líderes?</span> ===
 +
 
 +
* Um intervalo de duas a três semanas é bom. No entanto, a capacitação pode ser feita sem intervalo, mas deverão ser enviadas as fichas de cadastro e inscrição da 1ª e 2ª partes da capacitação.
 +
 
 +
===<span style="color:green"> Quem deixou o trabalho da Pastoral pode voltar fazendo só a Atualização?</span> ===
 +
 
 +
* Deve haver bom senso por parte do coordenador, já que podem ter situações diferentes.
 +
* Uma pessoa que foi capacitada no Guia (2007), atuou com ele durante algum tempo e parou por pouco tempo, poderia fazer só a Atualização.
 +
* Uma pessoa que foi capacitada há muito tempo ou que foi capacitada e nunca atuou com o Guia (2007), deverá fazer a capacitação completa.
 +
* Em todas situações, é indicado incentivar a atualização já utilizando o Aplicativo Visita Domiciliar e Nutrição.
 +
 
 +
===<span style="color:green"> Líder antigo que não quer ser atualizado, o que fazer?</span> ===
 +
 
 +
* O bom senso e atenção do coordenador de ramo/comunidade são fundamentais. Primeiro, ver o porquê disso. Incompatibilidade com o horário da atualização? Nesse caso, ver se pode ser colocado em outro grupo ou ser atualizado por um líder capacitador. Demonstra desinteresse pela atuação? Mostrar a ele o Aplicativo Visita Domiciliar, o novo Guia 2015, as novidades que eles trazem e procurar animá-lo.
 +
 
 +
===<span style="color:green"> Na capacitação de um novo líder, em uma comunidade nova, como cadastrar a nova comunidade para ela aparecer no APPVisita Domiciliar?</span> ===
 +
 
 +
Enviar uma solicitação pelo botão APOIO ou pelo WhatsApp da Pastoral da Criança (41) 9 8863-0411 para a coordenação nacional cadastrar a nova comunidade. Assim, no momento que o novo líder baixar o Aplicativo Visita Domiciliar a comunidade já estará disponível.

Edição atual tal como às 15h45min de 2 de março de 2021

Perguntas frequentes do Guia do Líder referentes a Capacitações

Aqui você pode encontrar as dúvidas mais frequentes sobre a Pastoral da Criança.

Quando aparecerem na capacitação mais participantes do que o limite máximo, o que fazer?

  • Nesse caso, recomendamos que todos participem da 1ª etapa e, no final do dia, depois de conhecerem as ações que vão desenvolver, o multiplicador/capacitador deve fazer uma triagem de quem quer e pode realmente se tornar capacitador ou líder. Se mais de 15 participantes forem continuar, formar outro grupo. Anotar telefone ou endereço de contato para informar nova data de capacitação, mas o melhor seria se eles saíssem com a data já marcada.


O que fazer quando um capacitador demonstra pouca habilidade para a função?

  • Caso o multiplicador/coordenador perceba na capacitação que há capacitadores que não possuem o perfil desejado, ele pode dar uma atenção extra para essa pessoa posteriormente, até que sinta que ela está mais firme e segura; ou deixá-la como líder/pessoa capacitada. Nesse caso, não deve enviar a ficha de inscrição dessa pessoa junto com as outras para a coordenação nacional. Quando essa pessoa estiver mais preparada, sua ficha pode ser incluída, posteriormente, numa ascensão à capacitador.

Qual o número máximo de participantes na capacitação completa e ascensão do Guia do Líder?

  • Conforme descrito nas fichas de cadastro, o número máximo é de 15 participantes, sendo o ideal de 12 participantes, com carga horária de 3 horas e 30 minutos em cada etapa para permitir a participação ativa de todos e facilitar a coordenação do grupo.


O que fazer quando aparecerem na capacitação mais participantes do que o limite máximo?

  • Recomendamos que todos participem da 1ª etapa e, no final do dia, depois de conhecerem as ações que vão desenvolver, o multiplicador/capacitador deve fazer uma triagem de quem quer e pode realmente se tornar capacitador ou líder. Se mais de 15 participantes forem continuar, a sugestão é formar outro grupo e anotar telefone ou endereço de contato para informar nova data de capacitação ou já sair com a data marcada.


Quantos capacitadores podem realizar uma capacitação?

  • Para a ascensão é necessário apenas um, mas se alguns capacitadores novos preferirem dar a primeira capacitação junto com outro capacitador para ganhar experiência, eles podem combinar como fazer.

Para a capacitação completa é bom ter dois capacitadores para que possam ajudar um ao outro e se revezar quando necessário. Eles devem dar a primeira etapa juntos para que o grupo conheça os dois e explicar aos participantes que vão se revezar durante as etapas. Isso facilita no caso de um não poder comparecer numa etapa ou se sentir inseguro quanto a algum tema. Não é necessário que os dois estejam juntos em todas as etapas, mas que o grupo saiba que pode ser capacitado por um ou por outro, em alguns momentos.

Pode um capacitador dar, no mesmo dia, capacitação/ascensão para dois ou mais grupos distintos?

  • Sim, desde que ele tenha tempo disponível e possa fazer as capacitações com os requisitos e a qualidade exigida, em horários diferentes para cada grupo. Por exemplo, na 2ª feira um grupo, na 4ª outro e na 6ª outro, ou sábado pela manhã com um grupo e a tarde com outro grupo.

Pode um capacitador dar duas capacitações com a mesma data de encerramento?

  • Sim, ele pode terminar uma capacitação pela manhã com um grupo e a tarde com outro grupo. O que não pode, é falsificar uma capacitação com muitas pessoas, fazendo duas fichas para burlar o sistema. Isso é falta grave contra o aprendizado dos participantes.

Qual a idade mínima para ser capacitado como líder ou capacitador?

  • A coordenação nacional não tem como avaliar a maturidade de uma pessoa. Assim, optou por emitir certificados, como líder, para os maiores de 18 anos e, como líder-mirim, para os que têm menos que isso. Cabe à coordenação que convidou o participante menor de 18 anos estabelecer se essa pessoa terá maturidade para agir como líder ou será somente apoio ao líder e quando passará a ser líder.

Lembrar que ainda há jovens engravidando muito cedo e estes podem ter muito mais experiência com gestação e filhos pequenos que pessoas com mais idade mas que não passaram pela maternidade.

Todos os coordenadores têm que fazer a capacitação de capacitadores?

  • Nem todos, apenas aqueles que vão ser realmente capacitadores. Aqueles coordenadores que não querem ser capacitadores precisam conhecer o novo material para poder acompanhar e podem fazer uma atualização ou uma capacitação completa do Guia do Líder como pessoa/líder. Isso evita uma “superpopulação” de capacitadores que não exercem realmente a função no setor.

Quais as funções do capacitador e do coordenador diocesano quanto às capacitações?

Para organizar e realizar uma capacitação, as funções dos coordenadores e capacitadores são diferentes:

Cabe aos coordenadores diocesanos da Pastoral da Criança:

  • Planejar as capacitações de acordo com o público interessado e disponível e da necessidade do seu setor;
  • Verificar no sistema se o capacitador está mesmo cadastrado como capacitador no tema. Lembrando: capacitador só pode capacitar líder – não pode capacitar outros capacitadores. Quem capacita capacitador é o multiplicador que, por sua vez, é capacitado pela equipe nacional.
  • Resolver as questões administrativas e financeiras da capacitação, tais como: local, alimentação, passagens, materiais a serem distribuídos (Guia do Líder, Caderno do Líder, FABS, colher e soro, laços de amor, etc.);
  • Fornecer as fichas adequadas ao tipo e tema da capacitação;
  • Enviar as fichas de inscrição e cadastro da capacitação para a Coordenação Nacional.
  • Responsabilizar-se pelos gastos com a capacitação, pois ele é quem recebe os recursos financeiros encaminhados pela Coordenação Nacional para este fim, bem como fazer e enviar a prestação de contas da capacitação.

Cabe ao multiplicador, capacitador e líder-capacitador:

  • Combinar com o coordenador quais materiais e recursos didáticos serão necessários na capacitação, tais como papel, cartolina, canetas etc, desde que seja compatível com os recursos disponíveis.
  • Verificar o preenchimento adequado e o recolhimento das fichas de inscrição de cada participante. Depois de terminada a capacitação, fazer o preenchimento da folha de cadastro da capacitação, assinar as fichas de cada participante e entregar para o coordenador responsável.
  • Responsabilizar-se pelas questões didáticas da capacitação, ou seja, planejamento, execução e avaliação da mesma.

O líder está sendo capacitado nas etapas iniciais do Guia e vai cadastrar um bebê que tem irmãos maiores. O que fazer?

  • O líder vai cadastrar crianças até a faixa etária em que foi capacitado e vai avisar à mãe/ família que tão logo seja capacitado para acompanhar crianças maiores (até seis anos), irá cadastrar as outras crianças da família.

Quando o voluntário é considerado líder da Pastoral da Criança?

Ao término da 3ª etapa de capacitação, quando ele cadastra uma gestante da comunidade em seu Caderno/App.

Por que dividir a capacitação do Guia do Líder em duas partes?

  • Para que o líder vá assumindo gradativamente suas atividades e também para que possa iniciar logo o acompanhamento de gestantes e menores de um ano, que são os mais vulneráveis. É também mais fácil que o grupo de líderes novos comece realizando uma Celebração da Vida com crianças de até um ano do que com crianças de várias idades.

Qual o melhor tempo de intervalo entre a primeira e segunda partes da capacitação de novos líderes?

  • Um intervalo de duas a três semanas é bom. No entanto, a capacitação pode ser feita sem intervalo, mas deverão ser enviadas as fichas de cadastro e inscrição da 1ª e 2ª partes da capacitação.

Quem deixou o trabalho da Pastoral pode voltar fazendo só a Atualização?

  • Deve haver bom senso por parte do coordenador, já que podem ter situações diferentes.
  • Uma pessoa que foi capacitada no Guia (2007), atuou com ele durante algum tempo e parou por pouco tempo, poderia fazer só a Atualização.
  • Uma pessoa que foi capacitada há muito tempo ou que foi capacitada e nunca atuou com o Guia (2007), deverá fazer a capacitação completa.
  • Em todas situações, é indicado incentivar a atualização já utilizando o Aplicativo Visita Domiciliar e Nutrição.

Líder antigo que não quer ser atualizado, o que fazer?

  • O bom senso e atenção do coordenador de ramo/comunidade são fundamentais. Primeiro, ver o porquê disso. Incompatibilidade com o horário da atualização? Nesse caso, ver se pode ser colocado em outro grupo ou ser atualizado por um líder capacitador. Demonstra desinteresse pela atuação? Mostrar a ele o Aplicativo Visita Domiciliar, o novo Guia 2015, as novidades que eles trazem e procurar animá-lo.

Na capacitação de um novo líder, em uma comunidade nova, como cadastrar a nova comunidade para ela aparecer no APPVisita Domiciliar?

Enviar uma solicitação pelo botão APOIO ou pelo WhatsApp da Pastoral da Criança (41) 9 8863-0411 para a coordenação nacional cadastrar a nova comunidade. Assim, no momento que o novo líder baixar o Aplicativo Visita Domiciliar a comunidade já estará disponível.